Maria del Carmen defende implantação de Delegacia da Mulher em Senhor do Bonfim"/>

Maria del Carmen defende implantação de Delegacia da Mulher em Senhor do Bonfim

Maria del Carmen defende implantação de Delegacia da Mulher em Senhor do Bonfim

A deputada estadual Maria del Carmen participou (PT), na tarde desta segunda-feira (09), da Primeira Plenária de Mulheres do Piemonte Norte do Itapicuru, na cidade de Senhor do Bonfim.

O objetivo do evento - organizado pela Câmara de Mulheres do Território, em parceria com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais – é chamar a atenção para a necessidade de implantação da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) em Senhor do Bonfim tendo em vista o alto índice de violência contra a mulher na cidade e na região, que respondeu a 31% dos crimes contra a mulher, na Bahia, no primeiro semestre de 2017.

"Quando cortam a carne de uma mulher, cortam a carne de todas nós (...). Quando violam nosso corpo, atingem nossa alma", frisou Cristina Viana, uma das organizadoras do evento e do Movimento de Mulheres Bonfinenses ao destacar a importância de unidade entre as mulheres, inclusive dos homens, no combate à violência.

"Vamos agendar uma audiência com a Secretaria Estadual de Segurança Pública para tratar da implantação da Deam na cidade. Mas, para além disso, a autonomia feminina é importantíssima para a redução do processo da violência, assim como educação, moradia digna, equidade de salários, recursos assegurados para políticas públicas adequadas às realidades locais. A violência é uma consequência por isso acredito que tem que haver trabalho na base", destacou a deputada Maria del Carmen.

"Enquanto a Deam não chega, vamos solicitar uma policial mulher para atender e acompanhar os casos na cidade. Em qualquer caso de violência, denuncie. Disque 180", disse o cabo da PM Rodson, responsável pela Ronda Maria de Penha na cidade, que, somente em 2017, contabiliza mais de 380 medidas protetivas, além de três feminicídios.

"A Bahia é o oitavo estado brasileiro em número de violência contra as mulheres. Depois da Lei Maria da Penha, das Deams e da Ronda Maria da Penha, criada em 2015, as mulheres baianas se sentiram mais confiantes para denunciar. Isso é muito importante, mas as estruturas de combate devem ser cada vez mais fortalecidas e a Deam, com certeza, fará toda a diferença", disse o tenente coronel Mota Lima, representante do Comando Regional Norte no evento.

Presidente do Consórcio Piemonte Norte do Itapicuru e prefeito de Senhor do Bonfim, Carlos Brasileiro (PT) afirmou que, assim que o Governo do Estado sinalizar para a implantação da Deam na cidade, o terreno será cedido pela prefeitura "com muita satisfação".

"Em todos os lugares do mundo, há violência contra a mulher. Estarmos unidas é importante. Mobilização social é essencial. É importante também trabalhar no âmbito educativo, para que nós mulheres possamos identificar as várias formas e ciclo de violência, e também com a aposta de investimento desde a educação formal, até às demais estruturas. Quando maltrata a mulher, se maltrata a sociedade inteira", disse Maria Fidalgo, psicóloga.

Participaram da atividade, Maria Fidalgo, psicóloga e integrante  do Movimento Feminista no Estado Espanhol; Letícia Castro, educadora social e militante do Movimento Feminista Espanhol; Cristina Viana, do Movimento de Mulheres Bonfinenses; Sandra Gama, assessora do deputado federal Nelson Pelegrino; Vera Magalhães, secretária municipal de Ação e Desenvolvimento Social; Nauvinha Aguiar, presidente da Câmara de Mulheres do Piemonte Norte do Itapicuru; vereador Andreiton Almeida, dentre outras autoridades.

Postado em 09/10/2017 , usando as tags: Mulher, Maria del Carmen, Violência Contra a Mulher, PT, Senhor do Bonfim