Deputada Maria del Carmen critica ameaça de unificar IFBA e IF Baiano em Valença"/>

Deputada Maria del Carmen critica ameaça de unificar IFBA e IF Baiano em Valença

Deputada Maria del Carmen critica ameaça de unificar IFBA e IF Baiano em Valença

A deputada estadual Maria del Carmen (PT) criticou a ameaça de unificação do Instituto Federal da Bahia (IFBA) e Instituto Federal Baiano (IF Baiano). Após participar de uma reunião em Brasília, a diretora geral do campus Valença IFBA, Alba Rogéria, contou sobre o anúncio de que o Ministério da Educação, por meio da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC), planeja unificar os campi Valença Tento (IFBA) e Valença (IF Baiano). Nesta quarta-feira, 20, representantes do IFBA e IF Baiano se reuniram com estudantes para discutir a situação. Os institutos têm cerca de 1,7 mil estudantes.

“Este é mais um golpe do governo de Temer contra a nossa educação. Temer quer retirar dos trabalhadores e de seus filhos e filhas o direito ao estudo gratuito e de qualidade. Não podemos permitir que este governo destrua o que foi construído no Brasil durante a gestão de Lula e Dilma”, afirmou a deputada.

Na terça, dia 19, os estudantes dos dois institutos impediram a entrada de representantes do Ministério da Educação (MEC) de realizar a vistoria nos campi. Em nota, eles afirmaram: “Nós, estudantes do IFBA Valença e IF Baiano Valença, ocupamos os nossos Institutos temporariamente para barrar e impedir o MEC de realizar a vistoria nos dois campus, estamos paralisando em defesa dos Institutos Federais, a favor da democratização das escolas e contra a unificação dos dois institutos”.

IF Baiano

O instituto, que há oito anos funciona em Valença, tem curso técnico integrado em Agropecuária e em Agroecologia, curso técnico subsequente em Agropecuária e em Meio Ambiente, além de dois cursos de pós-graduação, um em Português e outro em Matemática. “Temos também um curso de pós-graduação que vai abrir em Agroecologia e Meio Ambiente no segundo semestre”, explicou o professor Eduardo Belmonte, do IF Baiano. O instituto também tem 40 projetos de pesquisa e 15 de extensão com editais.

O IF Baiano é o antigo EMARC (Escola Média Agropecuária Regional da Ceplac), que já funcionava há 30 anos em Valença.

IFBA

O IFBA (antigo CEFET) abriga o curso integrado, ensino médio e profissionalizante de Aquicultura, de Turismo e de Informática. Além disso, tem dois cursos de licenciatura: de Matemática e de Computação. De acordo com Erahsto Felício, professor e um dos 130 servidores do IFBA Valença Tento, o instituto é um lugar de muita resistência e de forte atuação educacional. “Além dos cursos, temos três projetos de especialização encaminhados para o Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão e laboratórios para pesquisa e tecnológico”, explicou.

O CEFET em Valença foi fundado em 1996, e era a antiga Escola de Pesca e Construção Naval. Em 2008, todos os CEFETs, EMARCs e Escolas Agrotécnicas do país se tornaram institutos federais.

#NenhumCampusAMenos

Postado em 20/06/2018 , usando as tags: NenhumCampusAMenos MariaNaLuta MariaPelaBahia